Dólar Comercial
CUIABÁ
  ÚLTIMAS NOTÍCIAS

POLÍCIA

Empresário preso usava os postos para lavar dinheiro obtido no tráfico de drogas

Publicados

POLÍCIA

Um dos 8 presos na Operação Jumbo é o empresário conhecido como ‘Baleia’, dono do posto Jumbo, localizado na rodovia Palmiro Paes de Barros e de outro posto na Miguel Sutil. Ele foi preso em uma casa no Alphaville, onde policiais cumpriram ainda mandado de busca e apreensão.

 

As informações preliminares da PF dão conta de que uma grande quantia em dinheiro foi apreendida na casa do alvo – veja os vídeos abaixo. O valor total ainda não foi divulgado. Baleia seria o alvo ‘mais importante da operação’.

 

As investigações apontavam que a quadrilha usava os postos para lavar o dinheiro obtido no tráfico de drogas. Por isso a operação foi batizada com o nome de um dos locais alvos dos mandados de busca, o auto posto Jumbo.

 

Investigação ganhou corpo após o Grupo Especial de Fronteira e a Inteligência da Polícia Militar interceptar dois carregamentos de cocaína. A droga apreendida totalizou 210 kg.

 

Foi descoberto estão que a quadrilha comprava a droga em Porto Esperidião, guardava em Mirassol D’Oeste e depois fazia a distribuição por Cuiabá. Eles movimentaram R$ 350 milhões em 4 anos.

Leia Também:  Polícia apreende 10 quilos de cocaína no bairro Itamarati

 

 

 

Operação Jumbo

Ao todo, a PF cumpre 37 mandados judiciais, sendo 8 de prisão preventiva e 29 de busca e apreensão nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Mirassol D’Oeste, Poconé e Pontes e Lacerda. Com a prisão dos líderes, a investigação vai tomar novos rumos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Vídeo mostra Paccola saindo de carro e confusão antes de morte de agente socioeducativo

Publicados

em

Vídeo de uma câmera de segurança próximo de onde ocorreu a morte do agente socioeducativo Alexandre Miyagawa de Barros, 41, mostra um carro branco, em alta velocidade, invadindo a contramão pouco antes da morte de Alexandre pelo vereador Marcos Paccola. O fato ocorreu às 18h50.

As imagens mostram uma grande movimentação de pessoas indo em direção ao local, onde a condutora do veículo teria cometido um acidente. Pouco depois, aparece uma SUV preta do vereador. O vereador desce, observa a movimentação e caminha calmamente em direção ao local.

A sequência das imagens, apesar da baixa qualidade, mostra uma discussão ao fundo, mas não é possível ver o momento do tiro.

Em nota, o parlamentar lamentou a morte do policial penal, mas que agiu para neutralizar a ameaça em legítima defesa própria e de terceiros.

“A perda de uma vida é sempre irreparável, porém o dever de servir e proteger está acima de qualquer situação, o treinamento do Tenente Coronel Paccola permitiu que os danos aos presentes e a sociedade fossem minimizados e que todas as demais vidas fossem preservadas”, afirma.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Força Tática prende suspeito de roubo com armas de fogo na zona rural de Poconé
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA