Dólar Comercial
CUIABÁ
  ÚLTIMAS NOTÍCIAS

POLÍCIA

Polícia conclui que pai matou filho esganado por causa de choro

Publicados

POLÍCIA

A Polícia Civil concluiu que o homem identificado como Denilson de Jesus Salvaterra, de 22 anos, matou o próprio filho, de 1 ano e 8 meses, esganado.

O caso aconteceu no último dia 20 de junho, em Primavera do Leste (235 km de Cuiabá). O inquérito foi concluído na quarta-feira (29). Denilson segue preso.

Conforme o delegado Allan Vitor, responsável pelo caso, o laudo da necropsia mostrou que a versão narrada pelo pai era falsa.

O suspeito informou à Polícia que a criança havia se enroscado em um cabo de celular durante a madrugada enquanto dormia no berço, ao lado da cama dos pais.

No entanto, segundo o delegado, a morte da criança foi provocada por uma série de agressões provocadas pelo pai.

Durante a madrugada Denilson teria tentado impedir o choro do filho e, para isso, usou as próprias mãos. De acordo com o delegado, ele o chacoalhou e apertou tanto a boca da criança que ficou a marca dos dentes nos lábios do bebê.

Hematomas encontrados na cabeça do menino ainda apontaram que ele bateu em uma viga antes de ser morto. Somado a isso, houve a esganadura, que provocou a asfixia e levou o menino à morte.

Leia Também:  Três pessoas são presas e 30 quilos de drogas apreendidas na região norte de MT

Segundo o delegado, a mãe da criança não será penalizada porque não há contradição nas versões dela sobre o acontecido. Já Denilson segue preso e futuramente deve ir a júri popular.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Forças de segurança cumprem mandados contra integrantes de facções criminosas que agem em MT

Publicados

em

A Força-Tarefa da Segurança Pública de Mato Grosso (FTSP/MT), composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), a “Operação Dissidência”, com o objetivo de desarticular criminosos envolvidos em crimes de homicídios, tortura e tráfico de drogas.

Ao todo são 22 mandados de prisão preventiva, 3 prisão temporária e 36 busca e apreensão nos estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro. A ação foi realizada pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.

Durante as investigações da Força-Tarefa foi identificado que na região centro-norte do estado de Mato Grosso estaria ocorrendo uma guerra entre uma facção criminosa e sua dissidência pelo controle na venda de drogas, principalmente, no município de Sorriso, o que provocou um aumento exponencial em homicídios no município.

A Força-Tarefa instaurou um inquérito policial para apurar os fatos e, com um complexo trabalho de investigação e de inteligência, as equipes identificaram os líderes das facções na região, inclusive, de dentro do sistema penitenciário, bem como outros integrantes responsáveis por promover homicídios, torturas, tráfico de drogas, entre outros crimes graves.

Leia Também:  Polícia Civil, Procon e ANP deflagram operação em postos de combustíveis da região metropolitana

Também foi possível identificar uma mulher de 30 anos como uma das líderes do grupo criminoso, que residiria no estado do Rio de Janeiro e transitava com frequência entre os municípios do Rio de Janeiro e Macaé, locais onde possuía residência.

Cumprimentos de mandados Foram cumpridos mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sorriso/MT nos municípios de Cuiabá/MT, Várzea Grande/MT, Sinop/MT, Sorriso/MT, Marcelândia/MT, Peixoto de Azevedo/MT, Terra Nova do Norte/MT, Tangará da Serra/MT, Guarantã do Norte/MT, Rio de Janeiro/RJ e Macaé/RJ Também foram cumpridos mandados de prisão na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop; na Penitenciária Central do Estado e na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, ambas em Cuiabá e na Cadeia Pública de Peixoto de Azevedo, em desfavor de criminosos que já se encontravam presos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA