Dólar Comercial
CUIABÁ
  ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ELEIÇÕES 2022

PSDB segue indefinição sobre candidatura própria ou apoio a Mauro Mendes

Publicados

ELEIÇÕES 2022

O PSDB ainda não decidiu se vai apresentar candidato ao governo do estado ou se manterá apoio a Mauro Mendes (DEM), caso ele decida pela reeleição na disputa eleitoral deste ano. Também não fechou acordo com nenhum dos atuais pré-candidatos ao Senado ou definiu um nome da própria sigla. A informação foi confirmada pelo deputado estadual Wilson Santos, nesta quinta-feira (13), em entrevista à rádio CBN Cuiabá.

De acordo com o tucano, que é candidato à reeleição, o partido está focado na formação de chapas proporcionais. Afinal, são 8 vagas na Câmara dos Deputados e 24 na Assembleia Legislativa.

“O PSDB até o momento, não tem candidato ao Senado nem ao Governo. Nenhum filiado manifestou o desejo de disputar estas duas posições. O partido está se movimentando para formar uma chapa forte para deputado federal e estadual. Tudo será definido nas convenções”, disse.

Sobre novas filiações, o deputado deixou escapar o convite feito ao secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto Dois a Um. Ele já anunciou interesse em disputar uma vaga no parlamento estadual.

Leia Também:  Mato Grosso esta entre os três maiores estados com índice de feminicídio

“Já disse a ele que ‘a história da Secel se divide em duas partes: antes e depois do Beto. O que ele produziu num curto espaço de tempo é inacreditável. As bases do setor produtivo-cultural, em particular, da música, o querem como candidato. É jovem, sangue novo, inteligente, ficha limpa. Fizemos o convite e ele está avaliando”, disse.

Vale lembrar que ainda em 2021, o PSDB confirmou a candidatura de João Dória, governador de São Paulo, à presidência da República.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ELEIÇÕES 2022

Propaganda eleitoral está liberada a partir desta terça-feira; veja as regras para as eleições 2022

Publicados

em

A partir desta terça-feira (16), os candidatos, partidos e federações estão liberados para fazer propaganda eleitoral na internet e nas ruas. Os candidatos terão 46 dias para pedir o voto do eleitor.

Até 1º de outubro, um dia antes do primeiro turno, está liberada a realização de caminhadas, carreatas com carro de som, distribuição de material de campanha, comícios e compra de publicidade paga nos meios de comunicação.

Os comícios poderão ser feitos entre as 8h e a meia-noite, horário que poderá ser prorrogado por mais duas horas no caso de campanha. Os carros de som estão liberados para transitar nas ruas entre as 8h e as 22h. Showmícios gratuitos são proibidos pela lei.

A distribuição de material de campanha pelos candidatos durante passeatas ou carreatas só poderá ser feita até as 22h.

Os partidos e candidatos também poderão comprar até dez anúncios de propaganda eleitoral em jornais e revistas diferentes, em datas diversas, respeitando o espaço máximo por edição de um oitavo por página de jornal e de um quarto de página de revista.

Leia Também:  Operação do Naco e Gaeco investiga suposto esquema de ‘rachadinhas’ em prefeitura e Secretaria

Na internet, a propaganda eleitoral pode ser feita em sites e redes sociais, mas deve ser identificada como publicidade e exibir o nome do candidato, partido, coligação ou federação. A propaganda por meio de telemarketing também é proibida.

O impulsionamento de conteúdo por apoiadores é proibido. O disparo de mensagens só pode ser feito aos eleitores que se cadastrarem voluntariamente para recebê-las.

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão começa no dia 26 de agosto.

O primeiro turno ocorre no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Um eventual segundo turno  para a disputa presidencial e os governos estaduais será em 30 de outubro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA