Dólar Comercial
CUIABÁ
  ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VIDA E ESTILO

Movimentos planetários em 2022: descubra as energias do novo ano

Publicados

VIDA E ESTILO

Durante todo o ano recebemos energias de diferentes planetas e em 2022 não será diferente. Neste novo ano teremos as mudanças planetárias e os astros em retrogradação . Quer saber tudo o que vai rolar no céu de 2022 e como isso irá influenciar a sua vida? Então acompanhe as informações a seguir.

COMO SERÁ O SEU DIA HOJE? DESCUBRA TUDO NO HORÓSCOPO DIÁRIO NO SITE DO JOÃO BIDU! LÁ TEM TODAS AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

Vênus

O planeta do amor, do dinheiro e da beleza é o segundo astro mais rápido depois de Mercúrio e fica cerca de três semanas em um signo quando está em movimento direto. Mas Vênus retrograda a cada um ano e meio, permanecendo nessa condição por cerca de 40 dias, e é assim que o astro abre o ano de 2022, em caminhada inversa no signo de Capricórnio. Essa energia pode afetar principalmente os interesses financeiros e profissionais, mas também vai influenciar os assuntos do coração e nem tudo pode fluir bem na conquista e no romance nesse período.

Para alívio geral, o curso inverso de Vênus termina no dia 28 de janeiro e o astro voltará a circular normalmente no céu, atravessando todos os signos ao longo do ano.

Marte

O planeta Marte simboliza vitalidade, liderança, dinamismo, ação, força e disposição. Marte revela o lado lutador, dinâmico e independente, dá coragem e impulso para enfrentar as batalhas da vida, eliminar obstáculos e transformar desafios em conquistas. O planeta vermelho representa o poder do desejo e convida a explorar a garra, determinação e ousadia para alcançar ambições. Marte faz a gente acelerar o passo, porque seu tempo é agora e seu conselho é claro: não deixe nada para amanhã.

O astro fica cerca de 40 dias em um signo, mas sua permanência pode se estender por vários meses quando faz movimento retrógrado e é exatamente o que vai acontecer em 2022.

Ele abre o ano em Sagitário e fica neste signo até 23 de janeiro, mandando muitos estímulos para quem quer sair da zona de conforto e começar coisas diferentes na vida.

Marte estará em movimento retrógrado entre 30 de outubro de 2022 e 12 de janeiro de 2023. Portanto, nesta fase convém redobrar a cautela com a saúde, o sistema nervoso e controlar o lado imprudente e impaciente, sobretudo no trânsito. Conflitos podem marcar presença nos contatos com pessoas próximas, atitudes precipitadas devem ser combatidas, assim como as reações intempestivas, impensadas e rancorosas. A pressa e a ansiedade podem ser ainda mais prejudiciais nesta fase, portanto, a recomendação é cultivar a calma e pensar bastante antes de falar, agir e tomar decisões.

Júpiter

O planeta da sorte, do otimismo e da fartura é um dos mais benéficos do Zodíaco e permanece por volta de 12 meses em um signo, mas vai circular em dois signos em 2022. Ele abre o ano em Peixes, reforçando a energia espiritual, a fé, o interesse por assuntos místicos, religiosos e esotéricos. Nessa posição, o astro da prosperidade também incentiva a busca pelo bem comum, a inclusão social, a cooperação entre as pessoas, os trabalhos assistenciais, voluntários e as ações voltadas para comunidades, sobretudo as mais carentes.

No dia 10 de maio, Júpiter muda de signo e ingressa em Áries, destacando a capacidade de iniciativa, o lado dinâmico, corajoso, empreendedor e estimulando o crescimento profissional e material, ainda mais de quem demonstrar espírito de luta e for atrás do que ambiciona.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 10 de janeiro de 2022

Porém, Júpiter inicia movimento retrógrado no dia 29 de julho e fica nessa condição até 23 de novembro. Quando circula em passo inverso, Júpiter pode trazer dores de cabeça com assuntos judiciais, religiosos, culturais, estudos, intercâmbios, além de sinalizar contratempos e desafios em novas atividades e mudanças. Essa energia predispõe a excessos, extravagâncias, falta de limites e pode atrapalhar principalmente estudos, viagens, esportes e aventuras. Nessa condição, Júpiter também incita à gula e ao exagero nos comes e bebes, por isso é aconselhável ter mais cautela.

Saturno

Conhecido como o mestre do tempo, Saturno é o planeta disciplinador do Zodíaco, aquele que traz lições, impõe limites, pede força de vontade, persistência e responsabilidade. O astro fica, em média, 36 meses em um signo e continua seu trânsito por

Aquário em 2022, permanecendo nessa posição até março de 2023, fase em que seguirá fomentando interesses ambientais, comerciais, científicos, tecnológicos, ações de organizações não governamentais e temas que afetam o mundo todo, como a pandemia que assolou o planeta entre 2020 e 2021.

Nos últimos tempos, a influência de Saturno tem sido muito forte e o astro do carma não pega leve com quem fica esperando facilidades e soluções milagrosas. Ele recomenda investir na sabedoria, na prudência e no trabalho árduo para transformar projetos e ideais em realidade, sobretudo no âmbito profissional.

Saturno em Aquário age para aperfeiçoar e modernizar conhecimentos, técnicas, habilidades e estimula as pessoas a se prepararem da melhor maneira para fazer frente à concorrência e se destacar em suas áreas. Saturno também governa o grande ciclo de 36 anos que está em vigor atualmente e só terminará em 2052, por isso vem exercendo muita influência nas previsões.

Anualmente, Saturno fica retrógrado por volta de quatro meses e meio e fará esse movimento entre 5 de junho e 22 de outubro de 2022. Em caminhada contrária, Saturno indica aborrecimentos, impõe um ritmo mais lento aos interesses e atividades, traz restrições, atrasos e limitações, sobretudo no trabalho. Mas o astro vai passar os dois últimos meses do ano em movimento normal e deve colaborar com quem pegar firme em suas atividades e batalhar por seus ideais.

Urano, Netuno e Plutão

Os três últimos astros são os mais lentos e permanecem décadas em um signo, por isso são classificados na categoria de planetas geracionais e afetam mais a coletividade do que a vida pessoal, mas como também trocam energias e formam aspectos com outros astros, mandam muitas vibrações que podem ser favoráveis ou negativas para os signos.

Urano

Ele permanece por volta de sete anos em um signo, é considerado o mensageiro da modernidade, o astro mais rebelde do Zodíaco e indicador de mudanças repentinas. Revolucionário e inovador, Urano rompe com padrões e, ao contrário de Saturno, que traz limitações, atua para derrubar restrições ou quebrar regras.

Em 2022, Urano seguirá seu percurso pelo signo de Touro, modernizando e revolucionando os assuntos financeiros, a economia e a maneira como administramos e lidamos com dinheiro. As velhas formas de pagar e receber estão sendo substituídas por opções eletrônicas e muita gente só vê sua grana saindo e entrando na conta pela telinha do celular.

Leia Também:  Deseja emagrecer? Saiba como os hormônios podem te ajudar!

Em 2022, Urano começa a retrogradar no dia 24 de agosto e vai permanecer nessa condição até 22 de janeiro de 2023, período em que pedirá muita cautela com as posses, os gastos e a aplicação dos recursos materiais.

Netuno

Esse é o penúltimo na escala planetária e permanece de 13 a 15 anos em um signo. O astro desperta a intuição, faz sonhar e nos conecta com as vibrações espirituais, mas quando a realidade da vida se mostra árdua e dura, sua energia impele ao escapismo e às ilusões. Símbolo de imaginação, criatividade e inspiração, Netuno entrou em Peixes em 2012 e permanecerá até março de 2025 no signo que governa. Nessa posição, o planeta dobra sua força e semeia a esperança de um futuro mais justo, fraterno e evoluído para todos.

Neste ano, Netuno vai retrogradar entre 28 de junho e 3 de dezembro, recomendando mais atenção com falsas ilusões, enganos, escolhas e decisões mal avaliadas e erradas. Mas vai formar conjunção com Júpiter e sextil com Plutão em vários momentos de 2022, enviando vibrações positivas, fortalecendo, potencializando e renovando a fé interior.

Plutão

Plutão é o último e mais lento dos planetas, chegando a permanecer décadas em um setor do Zodíaco. Plutão representa poder, tem uma energia intensa e expõe os extremos. Símbolo de força e regeneração, o astro opera transformações nos momentos de crise, por isso é associado ao mito da fênix, pássaro que renasce das cinzas.

Por outro lado, Plutão também tem conexão com o que é obscuro, secreto, íntimo e inconsciente. Em seus trânsitos, pode sinalizar mudanças imensas e impactantes, por vezes dolorosas e sofridas, para a humanidade.

Plutão entrou em Capricórnio em 2008, atualmente atravessa os graus finais desse signo e ficará nessa posição até 23 de março de 2023. O planeta vem instigando transformações nas esferas de poder dos governos mundiais, em assuntos políticos, administrativos, grandes empresas, além de alterações profundas na natureza. Plutão traz à tona o que está oculto, pede soluções definitivas e vai retrogradar entre 30 de abril e 8 de outubro de 2022, mas estará em aspecto positivo com Netuno durante boa parte do ano, o que suavizará sua energia.

Previsões 2022

Quer saber mais sobre as movimentações dos planetas, detalhes das retrogradações e outros eventos poderosos que acontecerão no céu neste ano? Então acesse o Previsões 2022 ! Nele você terá informações sobre todos os signos em todos os meses do ano sobre diferentes setores da vida, como trabalho, amor, família e questões financeiras, por exemplo.

Além das previsões astrológicas anuais e do horóscopo mensal, você vai descobrir as combinações astrais no amor para todos os signos no ano de Mercúrio. E somente no Previsões 2022 você tem as previsões astrológicas completas, o calendário do Sol e da Lua, eclipses e outros trânsitos e influências planetárias, horóscopo de combinações amorosas e as tendências astrais para todas as áreas da sua vida!

Fonte: IG Mulher
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VIDA E ESTILO

Caminhão arqueado: como nova moda cria “máquinas de matar” nas estradas

Publicados

em

Toda vez que pego a estrada, volto para casa com dezenas de perguntas e indignações. Minha última viagem foi uma semana atrás, quando percorri duas vezes (ida e volta) o trecho entre Salvador e Guanambi, no sudoeste baiano, de 670 quilômetros. Nesse trajeto, passei pelas BRs 324, 116 e 030 e pela BA 026 com vários trechos em situações deploráveis.

Mas não foi a condição da estrada o que mais me chocou, e sim o número de caminhões arqueados, ou seja, com a frente rebaixada e traseira empinada: uma verdadeira máquina de matar, mesmo em acidentes considerados simples.

Com mais ou menos 200 km de viagem, decidi contar quantos caminhões alterados passavam pelo meu caminho: cheguei à conclusão de que a cada 10 veículos de carga, pelo menos dois estavam alterados.

É claro que os 1,3 mil quilômetros que percorri não são nada perto de todas as estradas brasileiras, por isso, decidi conversar com o Rodolfo Rizotto, fundador do SOS Estradas, para entender se o que vi refletia a realidade. “Virou febre. No Instagram de grupos de caminhoneiros é uma loucura o que eles postam de barbaridades.”

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 10 de janeiro de 2022

Pesquisando mais a fundo, percebi que os caminhoneiros que fazem as maiores intervenções são considerados verdadeiros ícones nesses grupos, como o Edson Juhem, conhecido como Jaquirana GBN, proprietário do caminhão mais arqueado do Brasil: Scania 114G 340, que vem acoplada em uma carreta com apenas um eixo. A carreta recebeu um suporte alongado para as bolsas de ar e balanças da suspensão. A badana, ou lameiro, tem 2,25 metros de altura.

Não faltam ícones do movimentos como Cabelo Batateiro, denunciado em matéria anterior de UOL Carros e dono de caminhões super famosos que têm até apelidos carinhosos, como Joaninha. Um Scania P310 com dianteira encostada no chão e traseira elevada que chega a 1,70 m.

Os modelos que vi nas estradas talvez não cheguem a esse nível de ousadia, mas estavam claramente com a traseira bem mais alta do que a configuração de fábrica e a dianteira encostando no chão. E o pior: completamente carregados.

Segundo informações de Rodrigo Kleinubing, engenheiro especialista em acidentes de trânsito, caminhões desse tipo são verdadeiras máquinas de matar. Isso porque, alterando características originais, não é mais possível garantir os mesmos parâmetros de estabilidade e frenagem do veículo.

Leia Também:  Momento de Reflexão com Kely Lino; Não se pode viajar por dentro e ficar parado por fora!

“A alteração mexe com dois itens que não devem ser mudados: a suspensão e o sistema de freios. Mexer no projeto original coloca em risco a segurança do caminhoneiro e de outras pessoas que transitam pelas estradas”.

Traseira da "Joaninha" tem 1,70 m de altura! - Reprodução/Youtube - Reprodução/Youtube
Traseira da “Joaninha” tem 1,70 m de altura!

Imagem: Reprodução/Youtube

Rodrigo alerta que os acidentes envolvendo veículos de carga com traseira elevada podem ser muito mais graves, considerando o grande número de batidas de carros de passeio atrás de caminhões nas rodovias devido à diferença de velocidade média.

“Elevar a traseira incentiva o fenômeno de o carro entrar sob o caminhão em caso de batidas. Tínhamos esse problema sério no Brasil, que foi resolvido com a obrigação das placas retrorrefletoras e dos para-choques. Esse tipo de acidente é altamente letal porque quando um carro entra embaixo do caminhão é muito comum que os passageiros da frente sejam decapitados”, alerta o especialista.

O que mais assusta nesse cenário é a cultura do “quanto pior, melhor”. Alguns desses caminhoneiros, nos grupos, argumentam que essas mudanças aumentam a estabilidade, o que não faz nenhum sentido, já que o centro de gravidade do carro é completamente alterado.

Outros, menos preocupados com opiniões contrárias, acham graça quando o caminhão “foge” da estrada. Em que momento colocar a própria vida e a dos outros em perigo virou motivo de piada?

Penalidade

Apesar de não representar nada frente ao perigo em caso de acidentes, há punições para esse tipo de alteração. Suspensão irregular rende multa e retenção do veículo.

Conforme inciso VII do artigo 230 do CTB, conduzir veículo com características alteradas sem autorização constitui infração grave, com acréscimo de cinco pontos no prontuário da CNH, multa de R$ 195,23 e retenção do veículo até a sua regularização.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

 

Fonte: UOL 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA